terça-feira, 25 de outubro de 2011

Reportagem Policial na Região dos Lagos tem nome: Eduander Silva.



                             Eduander Silva: colaborador do Blog e Repórter Litoral

                                    Segredo é o bom relacionamento com policiais



As reportagens policiais têm forte apelo junto aos leitores, e não é diferente no 
Blog Repórter Renata Cristiane.

Dentre os destaques de visualizações está o “Balanço Policial” que conta sempre com a colaboração do principal nome da reportagem policial Região dos Lagos: 
Eduander Batista da Silva ou Eduander Silva - Repórter Litoral. Um cabofriense de 36 anos, criado na Prainha, em Arraial do Cabo. Flamenguista, leonino, casado há 13 anos, e pai cuidadoso de um casal de filhos. Dominique 11 anos e Benjamin com um e oito meses.

Profissional dedicado que já faturou seis Prêmios de Comunicação de Cabo Frio (entre 1° e 2° lugar), além de uma moção de aplausos oferecida pela Câmara de Cabo Frio.


RRC: Como você começou no Rádiojornalismo?

Eduander Silva: Comecei meio que sem querer pra suprir uma necessidade da Rádio Litoral. Eu trabalhava no Departamento Comercial e fazia locução num programa noturno chamado “Bons Tempos Litoral”, tocava flash back, e fui convidado a substituir um Repórter, que além de trazer notícias trazia também muitos processos e foi dispensado. Entrei na vaga e não larguei mais.

RRC: Você fez faculdade?

Eduander Silva: Não. Sou formado na ETEC (Escola Técnica de Comunicação – Propaganda, Marketing e Mídia) Na minha época só existia uma faculdade na Região dos Lagos. Ou se fazia Matemática ou se fazia Biologia. Não era o que eu queria.

RRC: Você acha importante fazer uma faculdade?

Eduander Silva: Super importante. Estou me organizando para entrar na faculdade de Jornalismo no ano que vem. Tive de esperar um pouco. Minha esposa terminou a dela (Fez Biologia – trancou. Agora é formada em Pedagogia pela Estácio), depois veio o Benjamin.  E a faculdade é uma meta antiga. Só vou me sentir completo com este objetivo.

RRC: Qual o segredo da reportagem policial?

Eduander Silva: Bom relacionamento com a polícia, frieza e tranqüilidade. Não adianta tentar adivinhar. Muitas das vezes encontramos uma cena de crime ou um relatório sobre uma ocorrência e criamos na nossa mente uma resposta. Mas aprendi que as respostas só podem ser oficiais com o aval de especialistas ou aqueles que vão responder pelo caso. O resto pode se tornar um boato e você pode atrapalhar. Depois de tanto tempo você descobre e passa a conhecer os bons policiais, que vão te dar credibilidade na informação. Detalhes que não estão num papel. Esses detalhes fazem diferença.


RRC: Um caso que te fez feliz em poder ajudar como repórter a esclarecer?

Eduander Silva: Um tratamento para uma senhora que sofria com um câncer no estômago em São Pedro D’ Aldeia. 


RRC: Um caso que te deu revolta por não poder fazer nada como repórter?

Eduander Silva: Um caso sobre uma criança que teria sido maltratado por dois homens, com acusação de abuso sexual. Os acusados seriam bem relacionados em Búzios e por isso teriam sido acobertados, inclusive por pessoas que deveriam defender a criança. O caso foi parar na justiça .


RRC: Uma dica para quem quer ser repórter ou está começando na profissão.

Eduander Silva: Determinação e paciência. Ninguém começa de manhã pra ser um Willian Bonner à noite. Neste meio você vai trabalhar muito para que o reconhecimento chegue. Dê valor a sua reputação e credibilidade. Não se venda, e principalmente não maltrate as pessoas, amanhã uma delas pode ser o seu chefe com uma excelente memória (risos).

Grande abraço, estou honrado pela entrevista.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário